00:49 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    106
    Nos siga no

    Os EUA instaram a facção da oposição Nour al-Din al-Zenki na Síria a conduzir uma investigação transparente sobre a decapitação de uma criança na região, segundo informou à Sputnik um funcionário do Departamento de Estado norte-americano nesta sexta-feira (22).

    "Nós incentivamos o al-Zinki [sic] a investigar o incidente e esperamos que todas as partes cumpram as suas obrigações no âmbito do direito dos conflitos armados", afirmou o oficial. "Notamos que o al-Zinki disse que vai investigar esse incidente, e esperamos que eles o façam exaustivamente e de forma transparente".

    O funcionário também declarou que os EUA não apoiar os grupos da oposição síria que toleram tais atos de barbárie.

    "Nós condenamos fortemente o que parece ser o brutal assassinato de um menor [por parte do al-Zenki]", disse ainda a fonte diplomática. "Nós não apoiamos grupos que toleram esse tipo de barbaridade, ponto", acrescentou.

    Na terça-feira (19), o porta-voz do Departamento de Estado Mark Toner disse que os EUA iriam reconsiderar o fornecimento de ajuda aos rebeldes “moderados” do al-Zenki se os relatórios confirmarem que membros da facção síria decapitaram uma criança no país.

    Mais:

    Combates violentos em Aleppo: 'moderados' contra jihadistas
    Deputado francês condena massacre perpetrado por 'terroristas moderados' em Al-Zara
    EUA demitem general responsável pelo fracassado treinamento de 'rebeldes moderados’ sírios
    Tags:
    criança, decapitação, oposição moderada, rebeldes moderados, investigação, Nour al-Din al-Zenki, Departamento de Estado, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar