15:11 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    31304
    Nos siga no

    As relações entre Turquia e Rússia tornaram-se mais próximas, enquanto a relação entre Ancara e Washington claramente se esfria acentuadamente, e se a situação não mudar, isto ameaça o Ocidente. É o que publica o jornal Asia Times.

    De acordo com a edição, mesmo antes do golpe, após o pedido de desculpas do presidente Erdogan a Moscou, tornou-se claro que o vetor da política externa do país começaria a mudar, mas o comportamento de Erdogan após a tentativa de golpe não deixou dúvidas.  

    “A ação dos conspiradores aumentou significativamente as tensões entre a Turquia e os Estados Unidos, principalmente devido ao fato de que Washington ainda não entregou a Ancara o pregador islâmico oposicionista da oposição turca, Fethullah Gulen, acusado de organizar a tentativa de golpe”, diz o artigo.

    Destaca-se também que agora o foco de Erdogan não é a situação na região mas o bem-estar econômico do seu próprio país. Com isso, a melhoria das relações com Moscou promete benefícios significativos para a Turquia, pois Erdogan espera que a Rússia ajude a evitar a criação de um Estado curdo independente, se em troca ele ajudar a exportar o gás russo.

    “A Turquia, ao demonstrar disposição de se tornar o ‘eixo sul’ para o gás russo, garante suas necessidades de energia, embora, é claro, esta situação seja benéfica para a Rússia", publica o Asia Times.

    "Provavelmente, isto vai facilitar o caminho da Turquia para um bloco regional mais amplo, em que na frente política lidera a Rússia, e na frente econômica a China"

    De acordo com o artigo, "para o Ocidente, a perda da Turquia e seu tapume com a Rússia significará enorme revés geopolítico".

    Mais:

    Kremlin não confirma que Rússia tenha advertido Turquia sobre golpe
    Kremlin: Rússia espera que a crise na Turquia seja resolvida de forma legítima
    Rússia e Turquia fazendo as pazes: ministros da Energia se encontrarão este mês
    Vice-chanceler da Turquia discutiu em Moscou a retomada do diálogo político com a Rússia
    Turquia quer recuperação da crise nas relações com Rússia
    Tags:
    golpe, relações, ameaça, Recep Tayyip Erdogan, Turquia, Ocidente, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar