16:36 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 04
    Nos siga no

    O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, invocou poderes constitucionais especiais nesta quarta-feira (20) para forçar a aprovação, na câmara baixa do Parlamento, de alterações altamente impopulares na legislação trabalhista francesa, em face da oposição de legisladores da esquerda.

    A ação, que já era previsível, deixa os deputados da Assembleia Nacional que se opõem ao projeto de lei com pouquíssimas chances de vencer a disputa política antes da adoção final do documento: eles terão 24 horas para passar uma moção de censura contra o governo ou, caso contrário, o projeto de lei será considerado como definitivamente aprovado. 

    A reforma laboral proposta pelo governo francês, que visa a tornar mais fácil a contratação e a demissão de trabalhadores no país, tem provocado, há três meses, uma onda de protestos em massa nas ruas, bem como greves generalizadas de sindicatos de várias categorias.


    Mais:

    Protestos em Paris contra reforma trabalhista terminam com cerca de 40 detidos
    Greves e protestos contra reforma trabalhista tomam França esta semana
    Paris se revolta contra reforma trabalhista; protestos levam 50 mil às ruas
    Governo francês passa por cima do Parlamento e decreta reforma trabalhista
    Tags:
    França, Manuel Valls, Assembleia Nacional, parlamento, protestos, reforma trabalhista, legislação, poderes especiais, projeto de lei, aprovação, oposição, esquerda, greves, sindicatos, moção de censura
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar