18:20 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 49
    Nos siga no

    O porta-voz do governo francês Stéphane Le Foll confirmou que a presença das forças especiais francesas na Líbia foram enviados para combater os jihadistas.

    Entretanto, o ministro da Defesa Jean-Yves Le Drian anunciou a preparação de um "ataque conjunto" com os EUA e a coalizão internacional contra as posições do Daesh em Mossul. 

    "Jean-Yves Le Drian está em Washington. Ele está preparando com os EUA um ataque coordenado da coalizão internacional contra Mossul", disse Stephane le Foll.  

    Além disso, o ministro da Defesa francês anunciou nesta quarta (20) que três sargentos franceses faleceram na Líbia durante uma operação militar. 

    Segundo a mídia local, os islamistas abateram e destruíram um helicóptero perto de Benghazi, na Líbia. Os franceses encontrados a bordo da aeronave foram mortos.

    Campanha da França contra Daesh
    © Sputnik / Vitaliy Podvitskiy
    Campanha da França contra Daesh

    Enviados para a Líbia para apoiar o exército nacional encabeçado pelo general Khalifa Haftar, os soldados de forças especiais devem participar dos combates contra o Daesh no leste do país e recrutar lealistas. 

    Militantes na Líbia assumiram a responsabilidade pelo ataque, afirmando que utilizaram um míssil antiaéreo AS-7 e metralhadoras pesadas para abater o helicóptero. 

    Mais:

    França é principal alvo do Daesh, diz primeiro-ministro
    França continua sendo alvo do Daesh, diz inteligência
    Tags:
    França, Líbia, Jean-Yves Le Drian, Daesh, terrorismo, ataque, participação, combate, operação, coalizão internacional, campanha militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar