19:49 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente turco Recep Tayyip Erdogan atende a primeira sessão de trabalho na Cúpula dos líderes do G20 em 15 de novembro de 2015, em Antalya

    Erdogan diz que por pouco não foi morto durante tentativa de golpe na Turquia

    © AFP 2017/ Ozan Kose
    Mundo
    URL curta
    0 87432

    O presidente da Turquia Tayyip Erdogan declarou que teria sido assassinado durante a tentativa de golpe em seu país caso tivesse permanecido 10 ou 15 minutos a mais em seu hotel na cidade de Marmaris.

    “Uma operação contra mim estava sendo conduzida em Marmaris. Dois dos meus seguranças foram mortos. Se eu tivesse demorado mais 10-15 minutos, eu teria sido assassinado ou capturado” – disse o presidente turco em entrevista à CNN.

    Erdogan contou que estava descansando em Marmaris com a família no momento do golpe.

    “No dia 15 eu estava em Marmaris, em férias de 5 dias. Às cerca de nove horas da noite recebi as notícias, me contaram o que estava acontecendo – que em Ancara, Istambul e outros lugares estava acontecendo um certo movimento… Nós decidimos deixar o hotel” – disse.

    Nas palavras do presidente, após sair do hotel, ele precisou se dirigir à nação por meio de uma mensagem de vídeo chamando a população às ruas.

    Na noite de sexta-feira (15), as autoridades turcas disseram que havia uma tentativa de golpe militar no país. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, convocou o povo a ir às ruas para “defender a democracia” e responsabilizou o clérigo opositor turco Fethullah Gulen de orquestrar o golpe a partir de seu autoexílio nos EUA. 

    O levante foi reprimido ainda na madrugada de sábado (16), com o primeiro-ministro turco Binali Yildirim afirmando que todos os golpistas haviam sido identificados e seriam punidos. Mais de 290 pessoas foram mortas e centenas ficaram feridas durante os eventos. Até agora, quase 6 mil pessoas já foram detidas por suspeita de envolvimento no golpe fracassado.

    Mais:

    Mídia: Erdogan poderia ter organizado 'falso golpe'
    Vídeo do assalto ao hotel em Marmaris onde Erdogan descansava
    Turquia prende suspeitos de derrubar Su-24 russo
    Golpe na Turquia: EUA oferecem ajuda na investigação
    Tags:
    morto, golpe, Recep Tayyip Erdogan, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik