10:39 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Caminhão atropelou dezenas de pessoas na Promenade des Anglais, em Nice

    Desempregado em depressão: o que sabemos sobre o terrorista de Nice

    © AFP 2018 / VALERY HACHE
    Mundo
    URL curta
    Atentado em dia de feriado nacional francês (37)
    0 01

    Mohamed Lahouaiej Bouhlel de 31 anos de idade, morador de Nice, atropelou uma multidão de pessoas e depois abriu fogo na Promenade des Anglais durante as celebrações do Dia do Bastilha, provocando 84 mortos.

    As pessoas em todo o mundo estão perplexas e tentam perceber que motivos poderiam ter levado um homem a matar cruelmente tantas pessoas inocentes, incluindo crianças.

    Segundo mídia internacional, o suspeito tinha problemas tanto no trabalho, como em casa. De acordo com o jornal britânico The Daily Mail, Bouhlel era motorista em Nice. O homem foi demitido após um acidente em que adormeceu ao volante e abalroou quatro automóveis. 

    Ao mesmo tempo, os vizinhos do terrorista disseram ao BFM TV que o motorista do caminhão estava deprimido após o divórcio de sua mulher e que tinha problemas financeiros.

    Segundo o primeiro-ministro francês Manuel Valls, Bouhlel tinha ligação ao islão radical, no entanto os conhecidos e parentes do tunisiano não acreditam que seus motivos tenham sido religiosos. 

    "Estamos devastados, ninguém na família acredita que Mohamed tenha podido fazê-lo. Ele não rezava, não cumpria os rituais religiosos. Não penso que o tenha feito por motivos religiosos ou extremistas", disse o irmão de Bouhlel, Jabir.

    "Ele não ia à mesquita, não rezava, não observava o Ramadã. Consumia álcool, carne de porco e tomava drogas. Tudo isso é proibido pelo Islã", disse ao The Daily Mail um parente da mulher de Bouhlel. 

    Segundo ele, o suspeito batia na sua mulher e era uma "pessoa desagradável".

    Ao mesmo tempo, os vizinhos do homem descrevem-no como uma pessoa solitária e calada, escreve o Le Figaro. 

    "Frequentemente encontrava-o. Muito colérico, nunca segurava a porta. Olhava sempre fixamente para nós, nunca nos respondia. Assustava-nos, meus filhos e mim. Sempre vimo-lo sozinho", cita a edição uma vizinha de 40 anos, Jasmin.

    Mohamed Lahouaiej Bouhlel era conhecido da polícia por casos da violação, roubo e danos a propriedade, informou o promotor de Paris,  François Molins.

    Tema:
    Atentado em dia de feriado nacional francês (37)

    Mais:

    Daesh assume responsabilidade pelo atentado em Nice
    Chanceler russo aponta 'a melhor resposta ao atentado de Nice'
    Especialista: após Nice há ameaça ao Dia da Bélgica
    Tags:
    extremismo, atentado, Nice, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik