03:11 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Militantes do Estado Islâmico, Mosul, Iraque

    ONU: operação em Mossul provocará a maior crise humanitária de 2016

    © REUTERS / Stringer
    Mundo
    URL curta
    0 14

    O representante especial da ONU para o Iraque, Jan Kubis, alertou para as graves repercussões humanitárias da operação em Mossul, principal reduto jihadista no norte do Iraque.

    “A operação de Mossul implicará a maior e a mais sensível crise humanitária de 2016, segundo as avaliações do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários", afirmou Kubis em seu discurso no Conselho de Segurança.

    Kubis disse que as agências humanitárias precisam de mais recursos para atender demandas imediatas e antecipar os desafios que aumentam à medida que avança a campanha para recuperar Mosul.

    Ele estimou que os esforços humanitários em Mossul poderiam custar 1 bilhão de dólares. 

    “O número de deslocados internos no Iraque cresceu para 3,4 milhões de pessoas com a ofensiva terrorista do Estado Islâmico, além de mais de 10 milhões de pessoas que precisam de ajuda humanitária atualmente”, apontou Kubis, que lidera a Missão de Assistência das Nações Unidas para o Iraque (Unami). 

    O programa de assistência humanitária ao Iraque prevê um financiamento na ordem de 860 milhões de dólares em 2016, mas apenas 38% destes fundos estão disponíveis. 

    Com mais de 500 mil habitantes, Mossul é a segunda maior cidade iraquiana.   

    Mais:

    Forças terrestres dos EUA combatem Daesh pela primeira vez em Mossul, no Iraque
    Tropas curdas realizam ofensiva perto de Mossul
    É bomba: Daesh usa laboratório da Universidade de Mossul para produzir ‘Receita de Satã’
    Tags:
    operação, crise humanitária, ajuda humanitária, ONU, Mosul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik