05:30 25 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 07
    Nos siga no

    Na sequência do atentado terrorista em Nice, Hillary Clinton se manifestou contra uma operação terrestre da OTAN para combater os jihadistas do Daesh.

    Convidada pelo canal de televisão FoxNews, a candidata presidenciável do partido democrático foi questionada se apoia a ideia de uma operação terrestre contra o Daesh em represália pelo atentado em Nice. 

    "Acho que isto não é o caminho mais eficaz. Já conquistamos o território invadido por terroristas, exercemos ação sobre eles graças a ataques aéreos, eliminámos vários comandantes", comunicou Clinton. 

    De acordo com ela, a intervenção possível das forças dos EUA e da OTAN na Síria ou Iraque é o "sonho" do Daesh. 

    Na noite da quinta feira um caminhão atropelou uma multidão de pessoas que assistia os fogos de artifício em homenagem ao feriado nacional da França – o Dia da Tomada de Bastilha. De acordo com relatórios recentes, 84 pessoas morreram, incluindo crianças. Entre os mortos e feridos há muitos estrangeiros, incluindo russos.

    Este atentado parece estar em consonância com a estratégia pregada pelo "ministro dos atentados" do Daesh, Abu Mohamed Al-Adnani que exortou os "soldados do califado" a usarem todas as armas disponíveis, incluindo meios de transporte, contra os "infiéis".

    Mais:

    Stoltenberg: 'OTAN não procura confrontação' com a Rússia
    Aviões da OTAN voarão sobre espaço aéreo turco para monitorar Síria e Iraque
    Tags:
    reação, atentado, militar, operação, opinião, televisão, Daesh, OTAN, Hillary Clinton
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar