14:59 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Secretário de Estado norte-americano John Kerry e o ministro das Relações Exteriores do Irã Mohammad Javad Zarif duarnte o encontro bilateral, Viena, Áustria, 17 de maio de 2016

    EUA pedem continuação do cumprimento do acordo sobre programa nuclear do Irã

    © AFP 2017/ LEONHARD FOEGER / POOL
    Mundo
    URL curta
    233121

    Os EUA e seus parceiros continuarão cumprindo suas obrigações se o Irã continuar seguindo as cláusulas do acordo sobre o programa nuclear assinado um ano atrás.

    A respetiva declaração foi feita na quinta-feira pelo presidente americano Barack Obama.

    "Os Estados Unidos, e os nossos parceiros em negociações, temos cumprido plenamente as nossas responsabilidades de levantar as sanções referentes ao programa nuclear iraniano e vamos continuar mantendo nossos compromissos por tanto tempo quanto o Irão siga cumprindo o acordo", disse Obama.

    Segundo o comunicado, desde a assinatura do acordo o Irã forneceu quase todo seu urânio enriquecido a outros países, desmontou dois terços das suas centrífugas de enriquecimento e o reator nuclear de plutônio e permitiu a realização de inspeções internacionais.

    De acordo com o secretário da Energia dos EUA Ernest Moniz, o acordo visa garantir que o programa nuclear do Irã é e continuará sendo pacífico.

    "A comunidade internacional terá tempo suficiente para responder se o programa nuclear iraniano mostrar o contrário", avisou o secretário.

    Em 14 de julho de 2015, o grupo dos países P5+1, composto pelos EUA, Rússia, China, França e Grã-Bretanha mais a Alemanha, assinaram o Plano de Ação Conjunto Abrangente sobre o Programa Nuclear Iraniano (PAAC) com objetivo de garantir o caráter pacífico do programa em troca do alívio das sanções.

    A Agência Internacional de Energia Atômica conformou em janeiro de 2016 que o Irã cumpriu suas obrigações do tratado nuclear, pedindo a Bruxelas para levantar as sanções econômicas e financeiras contra o país.

    Porém, alguns analistas afirmam que o acordo vai permitir ao Irã continuar desenvolvendo bombas atômicas no futuro.

    Mais:

    EUA prorrogam em um ano suas sanções contra o Irã
    Líder do Irã: EUA aliviaram sanções só no papel
    Presidente do Irã inicia primeira viagem europeia após levantamento das sanções
    Tags:
    sanções, arma nuclear, acordo nuclear, Barack Obama, Alemanha, Grã-Bretanha, França, China, Rússia, Mundo, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik