15:16 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Rússia e da UE

    Mídia: sanções contra Rússia podem ser revogadas, mesmo sem concessões por parte de Moscou

    © Sputnik/ Vladimir Sergeev
    Mundo
    URL curta
    0 1112111

    Os países ocidentais poderão em breve revogar as sanções contra a Rússia, apesar do fato de Moscou não ter aceito dialogar sobre esta questão, escreveu o professor sueco Stefan Hedlund em um artigo para o jornal Svenska Dagbladet.

    A introdução de sanções é o resultado de uma política errada dos países ocidentais referente à Rússia, diz Hedlund, chamando a atenção para as diferenças nas abordagens da política externa dos dois lados. Assim, os acontecimentos na Ucrânia são considerados por Moscou do ponto de vista de conflito de interesses, enquanto pelo Ocidente os vê do ponto de vista de conflito de valores e acredita que Moscou "não tinha o direito de interferir".

    "A diferença fundamental entre o conflito de valores e o conflito de interesses reside no fato de o conflito de interesses poder ser resolvido através do diálogo, enquanto o conflito de valores implica automaticamente que um lado está certo e o outro não", explica o professor.

    "A resposta do Ocidente consistiu na introdução de sanções que, no entanto, não poderiam influenciar as ações da Rússia. Após a introdução de sanções, os políticos ocidentais tinham uma sensação de superioridade moral, que custou um preço enorme: a ruína do comércio bilateral e a destruição da arquitetura de segurança europeia", disse o professor.

    Agora, segundo ele, a situação é a seguinte: as sanções podem ser revogadas em breve, talvez no ano que vem, ao mesmo tempo o Kremlin não fez qualquer concessão.

    ​A noção de que a política de Moscou era devastadora para ela mesma também está errada. A maioria dos russos está satisfeita com a política de Putin e os acontecimentos da última década não são considerados como "uma série de erros".  A política de sanções somente fortaleceu as posições do presidente russo e aumentou a confiança dos russos em que o Ocidente quer destruir seu país, acrescentou Hedlund.

    "Agora, a questão principal é a seguinte: o que ganhou o Ocidente, em sua opinião, nesta situação, além de superioridade moral", resume o professor sueco.

    Na véspera da cúpula da OTAN em Varsóvia Hedlund escreveu para o jornal Svenska Dagbladet sobre a ameaça de escalada do conflito entre a Aliança e Moscou e apelou ao Ocidente para encontrar uma maneira de reduzir as tensões com a Rússia. Depois disso, Hedlund foi acusado de ser "um apologista da posição oficial da Rússia". O mesmo professor chama tais afirmações de "insinuações insultuosas".

    Mais:

    EUA e Europa divergem sobre revogação de sanções contra a Rússia
    Senadores franceses proporão aos colegas europeus a revogação das sanções contra a Rússia
    Ligúria, na Itália, pode reconhecer Crimeia e pedir revogação das sanções contra a Rússia
    Tags:
    erro, polícia, negociações, conflito, sanções, Kremlin, OTAN, Barack Obama, Vladimir Putin, UE, Suécia, Moscou, EUA, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik