05:59 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Capital da Turquia, Ancara

    Turquia continua apoiando demissão de Assad

    © flickr.com/ Jorge Franganillo
    Mundo
    URL curta
    0 37015

    A posição turca quanto a Bashar Assad mantém-se, ou seja, que a resolução síria é impossível enquanto este permanecer no poder, informou o premiê do país, Binali Yildirim.

    Na véspera o chefe do governo da Turquia informou que Ancara precisa de restabelecer relações com Damasco para lutar contra terrorismo de forma mais eficaz. Este passo foi recebido pela parte síria como uma possível mudança da linha política exterior turca,  que tem sido de confrontação dura contra Assad.

    "A Síria precisa de mudanças, mas primeiramente Assad deve saír… Antes da sua saída, a Turquia não mudará a sua política. Assad é o motivo da situação atual na Síria. De um lado, há Assad, de outro – o Estado Islâmico [grupo terrorista Daesh, proibido na Rússia]. Nós não podemos escolher nenhum deles. Ambas estas forças devem sair," disse Yildirim ao canal de TV britânico BBC World.

    O premiê da Turquia afirmou também que foi a política de Assad que levou ao aparecimento do Daesh na Síria.

    A Síria tem estado mergulhado em uma guerra civil desde 2011, com as forças do governo leais ao presidente Bashar Assad lutando contra numerosas fações da oposição e grupos extremistas.

    Cabe notar também que enquanto o lado turco continua sem fundamentos claros acusando Assad, Ancara mantém ligações com terroristas. Em março, jornalistas da agência russa RT publicaram alguns documentos de terroristas encontrados no Curdistão sírio. Entre eles, em particular, estava um manual de como trabalhar em poços de petróleo, relatórios financeiros detalhados sobre o comércio de matérias-primas, bem como passaportes carimbados na Turquia. Um dos militantes, na altura, admitiu que a Turquia não apenas compra o petróleo dos militantes do Daesh, mas também lhes fornece alimentos, munições e outros bens.

    Mais:

    Assad: guerra civil na Síria pode acabar nos próximos meses
    Cidade subterrânea revela segredos do Daesh
    Tags:
    retórica, terrorismo, Daesh, Bashar Assad, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik