03:24 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Panzerhaubitze 2000

    Nova política alemã revela problemas da doutrina de defesa europeia

    © AP Photo/ Michael Sohn
    Mundo
    URL curta
    0 62161

    O novo Livro Branco sobre a política militar da Alemanha prevê um papel da liderança do Berlim nas questões da defesa europeia, mas também revela existir uma contradição entre os objetivos dos países europeus e da OTAN, diz o analista Joaquim Flores.

    Na quarta-feira o Gabinete alemão aprovou o novo Livro Branco sobre a política de segurança e forças armadas, que prevê um papel mais ativo da Alemanha nas questões da defesa europeia. 

    "A importância política e econômica da Alemanha significa que é nosso dever assumir a responsabilidade pela segurança da Europa junto com os nossos parceiros transatlânticos e europeus, para defender os direitos humanos, a liberdade, a democracia, o Estado de direito e a lei internacional", escreveu na introdução Angela Merkel.

    O analista Joaquim Flores disse à Sputnik que o documento revela algumas tendências contraditórias sobre o futuro da defesa europeia e coloca sob questão o futuro da Alemanha: se o seu principal papel é no quadro da OTAN ou do novo exército europeu. 

    "Os EUA não ficam inteiramente satisfeitos com essa ideia, a menos que este exército europeu seja só simplesmente uma nova seção da OTAN e que isso não seja o que as pessoas por trás deste exército europeu têm em mente". 

    Os próprios EUA manifestam alguma dualidade em relação à criação de um Exército Europeu; de um lado eles sabem que o seu exército está sobrecarregado devido à sua presença na Europa, de outro, menor presença significa menor influência política. 

    A vontade do público alemão de assumir essa liderança, no quadro da OTAN ou de um Exército Europeu, também fica sob questão. 

    É provável que outros aliados dos EUA tenham pontos de vista opostos sobre o aumento da presença militar da Alemanha na Europa e a possibilidade da criação de um Exército Europeu. 

    Segundo Flores, o Reino Unido vai continuar manifestando a sua oposição a esta ideia.

    Mais:

    Alemanha quer reestabelecer antigas relações com a Rússia
    França e Alemanha podem propor reforma para uma UE mais flexível
    Tags:
    iniciativa, opinião, analista, segurança, doutrina militar, estratégia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik