16:03 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente russo, Vladimir Putin, em encontro com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, em dezembro de 2014

    Degelo nas relações entre Rússia e Turquia é de extrema importância

    © AFP 2019 / ADEM ALTAN
    Mundo
    URL curta
    0 23
    Nos siga no

    Segundo informou à Sputnik o ex-embaixador da Turquia no Iraque e na Grã-Bretanha Unal Cevikoz, o restabelecimento das relações entre Moscou e Ancara será uma contribuição considerável para a segurança regional e ajudará a Turquia a aumentar seu prestígio regional.

    Numa entrevista, o diplomata turco sublinhou que o degelo nas relações entre os dois países assume uma importância prioritária para Ancara, que, a partir desse momento, poderá melhorar sua posição na região.

    Cevikoz, que chefia o Centro de Estudos Políticos de Ancara, acrescentou que a restauração das relações bilaterais contribuirá consideravelmente para a segurança regional.

    Moscou cancelou a proibição de viagens e uma série de restrições para empresários turcos. A Rússia e a Turquia também decidiram trabalhar em conjunto em vários assuntos, inclusive na questão síria.

    "Neste contexto os passos diplomáticos destinados à restauração dos laços com Israel e a Rússia são de extrema importância. Se Ancara continuar apoiando estas relações isso ajudará a eliminar vários fatores que prejudicam a posição regional da Turquia e a situação no Oriente Médio e no Leste do Mediterrâneo em geral", disse Cevikoz.

    Ele chamou a Rússia de vizinho atual não só no mar Negro, mas também no sul, tendo em vista sua posição forte na Síria, onde a Rússia participou na operação antiterrorista, apoiando o presidente sírio Bashar Assad.

    "Levando em consideração tudo isso, é necessário enfatizar o aspeto positivo de a Turquia estar normalizando o relacionamento com a Rússia no sentido de garantir a estabilidade na região. Espero que um processo semelhante seja lançado nas relações da Turquia com o Egito e Síria", frisou.

    Cevikoz também exortou a Turquia de mudar sua "política externa não abrangente" no Médio Oriente que Ancara tem seguido nos últimos anos. De acordo com ele, a Turquia continua a ser um país que está construindo suas políticas em alicerces ideológicos.

    "Para erradicar esta visão, a Turquia precisa provar outra vez sua imparcialidade e capacidade de manter relações com todos os atores internacionais quanto à resolução de conflitos", anunciou o ex-embaixador turco.

    No dia 27 de junho o porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov informou que o líder turco Recep Tayyip Erdogan, numa carta encaminhada a Vladimir Putin, pediu desculpas pelo abate do avião russo Su-24 por um caça turco em novembro de 2015 e expressou suas condolências à família do piloto morto no acidente. A carta de desculpas foi seguida por uma conversa telefônica entre Putin e Erdogan, durante a qual ambos acordaram em realizar um encontro privado neste ano.

    Mais:

    Forbes: EUA deveriam seguir exemplo da Turquia e restabelecer relações com Rússia
    Turquia está disposta a autorizar Rússia a usar base militar
    Chanceleres da Rússia e Turquia se reúnem em Sochi
    Tags:
    condolências, pedido de desculpas, restrições, normalização, Su-24, Dmitry Peskov, Recep Tayyip Erdogan, Vladimir Putin, Síria, Egito, Ancara, Mediterrâneo, Oriente Médio, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar