06:06 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Police officers stand guard at a baracade following the sniper shooting in Dallas on July 7, 2016.

    EUA reforçam segurança para evitar conflitos raciais

    © AFP 2017/ Laura Buckman
    Mundo
    URL curta
    119901

    A polícia norte-americana está reforçando o esquema de segurança, utilizando, inclusive, carros usados em situações de guerra e gás lacrimogênio, para evitar protestos e bloqueios de estradas.

    Segundo a Agência Brasil, o último fim de semana foi marcado por intensos protestos no último fim de semana, nos quais mais de 200 pessoas foram presas. Milhares de manifestantes foram às ruas para protestar contra a atuação policial, principalmente após a mortes de dois homens negros por policiais brancos na semana passada.

    Na última quinta-feira (7), cinco policiais foram mortos em Dallas, no Texas, por um veterano de guerra do exército norte-americano, que alegou estar se vingando dos “brancos”. Ele disparou contra cinco policiais que faziam parte do cordão de segurança que protegia uma manifestação pacífica.

    Com os protestos contra a atuação policial se intensificando em todo o país, a polícia americana planeja outras formas de proteção que possam impedir que policiais sejam vítimas de agressões ou atentados. A polícia de Indianapolis, no estado de Indiana, está considerando a possibilidade de utilizar, de forma intensiva, robôs com bombas que podem ser detonadas a distância.

    O robô foi usado pela primeira vez nos Estados Unidos, em Dallas, na quinta-feira passada, contra o veterano de guerra Micah Xavier Johnson, depois que ele atirou e matou os cinco policiais. Antes de acionar o robô, a polícia tentou negociar para que o atirador se entregasse. Como não obteve êxito, a polícia usou o robô para matá-lo.

    Mais:

    QG da polícia de Dallas é bloqueado após ameaças contra oficiais
    Casa Branca: Obama voltará mais cedo da viagem à Espanha para visitar Dallas
    Prefeito de Dallas: o atirador não quis se render e foi morto por um robô-bomba
    Prefeito de Dallas: o autor do tiroteio contra policiais agia sozinho
    Dallas: suspeito criminoso disse que 'queria matar branco'
    Tags:
    discriminação racial, conflitos, segurança, manifestantes, protesto, Dallas, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik