02:11 05 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    O Departamento de Estado dos EUA reabriu a investigação interna sobre o envio de emails que continham informação confidencial por meio da conta pessoal da candidata à presidência do país Hillary Clinton, informou o jornal The Guardian.

    Anteriormente, a promotora-geral dos EUA, Loretta Lynch, negou-se a abrir procedimentos judiciais contra Hillary após o FBI apontar que não havia provas sólidas para fazê-lo.

    O porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby, declarou que o Departamento de Justiça exigiu que a investigação fosse reaberta e informou que alguns ex-funcionários poderiam ser alvo de sanções administrativas. 

    Em abril de 2016, o Departamento de Estado fechou sua própria revisão do caso para não interferir com a do FBI, segundo o Guardian.

    Hillary foi secretária de Estado entre 2009 e 2013. Posteriormente, veio a público a informação de que ela quebrou a lei ao utilizar seu email pessoal para tratar de questões confidenciais que continham segredos de Estado.

    Mais:

    WikiLeaks publica 1.250 emails de Hillary sobre invasão no Iraque
    66% dos norte-americanos consideram Hillary Clinton 'desonesta'
    Americanos compram mais armas para se defender de terroristas e Hillary Clinton
    Tags:
    emails, investigação, FBI, Departamento de Estado dos EUA, Hillary Clinton, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar