23:35 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis Buk

    Putin apela ao setor de defesa russo para estar pronto a competir com outros países

    © Sputnik / Valeriy Melnikov
    Mundo
    URL curta
    1171
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (8), o presidente russo Vladimir Putin apelou ao setor nacional da indústria militar para estar pronta para o agravamento da competição com os outros países devido à intensificação dos esforços da Rússia na área da cooperação militar

    Na reunião da Comissão para a Cooperação Técnico-Militar com Países Estrangeiros nesta sexta-feira (8), o presidente russo Vladimir Putin afirmou que as empresas da indústria militar russa devem estar prontas para o agravamento de competição com outros países devido à Rússia intensificar as suas ações na área da cooperação técnico-militar.

    "As armas e equipamento militar russos provam a sua eficiência e robustez nas mais variadas condições, sendo incorporadas nas Forças Armadas em países da Europa, Ásia, África, Oriente Médio e América Latina. Um aspeto importante é que a geografia das exportações continua sendo alargada, assinam-se novos acordos intergovernamentais, criam-se grupos bilaterais de trabalho", disse Putin.

    Além disso, Putin afirmou que "é preciso aumentar a eficiência da cooperação técnico-militar, agir nesta área de modo mais coordenado".

    "Ao mesmo tempo, devemos estar prontos para o fato de que a intensificação dos nossos esforços, sem dúvida, agravará a competição", disse Putin acrescentando que os exportadores de armas russas trabalham com sucesso nas novas realidades, reagindo de forma adequada às ações pouco escrupulosas dos oponentes do país.

    Segundo o presidente russo, em 2016 a Rússia exportou equipamento militar no valor de $4,6 bilhões, sendo o volume de encomendas avaliado em mais de $50 bilhões.

    Robôs de combate
    © Sputnik / Yevgeny Odinokov
    O líder russo sublinhou que a Rússia está investindo em tecnologias de defesa avançadas, ampliando o leque de produção exportada, incluindo novíssimos meios de combate aéreo e marítimo, capazes de alterar o equilíbrio de forças em qualquer teatro de operações militares.

    "As armas russas tornam-se mais e mais eficientes, permanecendo ao mesmo tempo bastante fáceis de operar e pouco exigentes em manutenção. <…>", disse Putin.

    O presidente russo disse é importante continuar formando militares estrangeiros na Rússia, não somente dos países da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC).

    Tags:
    defesa, equipamento militar, competição, exportações, segurança, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar