20:11 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Presidente da Ucrânia Petr Poroshenko, Presidente do Conselho da Europa Donald Tusk e Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Junker

    Ucrânia acredita na União Europeia mais do que qualquer outro país

    © AP Photo/ Stephanie Lecocq
    Mundo
    URL curta
    153013

    O presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko afirmou que ninguém acredita na União Europeia mais do que a Ucrânia, escreveu o jornal Politico nesta quinta (7).

    De acordo com o líder da Ucrânia, hoje a União Europeia está passando por uma "crise de fé", por causa do referendo sobre a saída do Reino Unido da União.

    "Em todos os lugares onde a ideia europeia acaba, aparece um vácuo que é preenchido por algo muito parecido com o egoísmo nacional. Preenchido por ganância e filisteísmo, apresentados como pragmatismo. Aqueles que querem sair da UE não são sonhadores, querem sim mais poder e menos  responsabilidade", disse Poroshenko em um artigo.

    "Nesta 'crise de fé', aqueles que ainda acreditam não são o problema, mas parte da solução. E em nenhum lugar na Europa você vai encontrar tal fé na UE como na Ucrânia. Mas não é porque nós não conheçamos os pontos fracos de uma Europa unida, mas porque estamos vendo alternativas", diz o presidente, acrescentando que "para aqueles que têm fé, chegou a hora de tomar a decisão".

    ​O acordo de associação entre a Ucrânia e a União Europeia assinado em junho de 2014, foi ratificado pelos 28 países-membros da UE. No entanto, a Holanda realizou um referendo em abril de 2016 em que a maioria dos cidadãos se pronunciou contra o acordo.

    A integração europeia é uma das direções da política externa ucraniana. Antes, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Junker, afirmou que a Ucrânia precisaria de 20 ou 25 anos para aderir à União Europeia e OTAN.

    Mais:

    Merkel: adesão da Ucrânia à UE está fora da discussão
    Opinião: EUA dificultam aproximação entre Rússia e UE usando Turquia e Ucrânia
    A esperança permanece: Ucrânia fará parte da UE dentro de 10 anos
    Tags:
    ratificação, decisão, referendo, crise, responsabilidade, esperança, Comissão Europeia, OTAN, Jean-Claude Juncker, Pyotr Poroshenko, Holanda, Reino Unido, União Europeia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik