02:51 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    A agência de fronteiras da União Europeia, Frontex, saudou nesta quarta-feira (6) a votação do Parlamento Europeu pelo gerenciamento conjunto das fronteiras externas do bloco.

    No começo do dia, o Parlamento Europeu se alinhou com a Comissão Europeia para criar a chamada Agência de Guarda Costeira e de Fronteiras Europeia, sobre a base da Frontex.

    "Estou muito satisfeito com a votação de hoje pelo Parlamento. Embora o novo regulamento ainda tenha que ser aprovado pelo Conselho da União Europeia, já iniciamos os preparativos intensivos para a sua implementação", disse o diretor executivo da Frontex, Fabrice Leggeri, em um comunicado.

    Ele acrescentou que a transição da Frontex para a nova agência seria gradual e envolveria as autoridades de fronteira e da guarda costeira dos Estados-Membros da UE, outras agências do bloco, bem como países não pertencentes à UE.

    A proposta de criação de uma agência de guarda de fronteira, com poderes maiores do que aqueles desfrutados pela Frontex, foi lançada pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, no auge da crise migratória em setembro de 2015.

    Mais:

    Putin aborda tema da energia em reunião com presidente da Comissão Europeia
    Crise migratória: presidente da Comissão Europeia alertou para o populismo de direita
    Reforço da OTAN junto às fronteiras da Rússia não ficará sem resposta – Lavrov
    Escolha da UE: ou isenção dos vistos ou fronteiras fechadas
    Tags:
    crise de imigrantes, guarda costeira, Comissão Europeia, Parlamento Europeu, Agência de Guarda Costeira e de Fronteiras Europeia, Frontex, Fabrice Leggeri, Jean-Claude Juncker, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar