10:12 18 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Atentado em Dhaka, a capital do Bangladesh

    Daesh ameaça com 'califado mundial': atentado em Dhaka foi apenas o início

    © AP Photo /
    Mundo
    URL curta
    103

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) afirmou que o massacre na capital do Bangladesh, Dhaka, que levou as vidas de 28 pessoas, foi apenas uma amostra do que virá mais tarde, disse Reuters na quarta-feira.

    "O que vocês viram em Bangladesh, foi apenas uma pequena parte. Isto deverá se repetir, repetir e repetir até vocês perderem e nós ganharmos, e a xaria for introduzida por todo o mundo", disse um militante do Daesh, que se apresentou como Abu Issa al-Bengali, em um vídeo descoberto pela organização de monitoramento SITE.

    O vídeo do Daesh começa com imagens dos recentes ataques em Paris, Bruxelas e Orlando, pelos quais o grupo assumiu a responsabilidade.

    De acordo com o militante no vídeo, que falou em bengali e inglês, o Bangladesh precisa saber que agora se tornou em parte de uma grande batalha para o estabelecimento do califado que foi proclamado pelo grupo em 2014.

    Embora o Bangladesh negue o envolvimento do Daesh no ataque em Dhaka, a polícia do país informou que as medidas de segurança foram reforçadas em resposta à ameaça.

    "Levamos a sério o problema. Todas as nossas unidades envolvidas estão trabalhando arduamente", disse o vice-chefe da polícia Shahidur Rahman.

    No dia 1 de julho, um restaurante, localizado no bairro diplomático de Dhaka, foi atacado por um grupo de homens. Os reféns, em sua maioria, eram estrangeiros. Durante a troca de tiros morreram dois policiais. As informações sobre o número de vítimas são contraditórias e variam entre 25 e 40 pessoas. O restaurante atacado é popular entre os turistas e diplomatas estrangeiros e fica localizado na mesma quadra de diversas embaixadas, inclusive a do Japão.

    A autoria do ataque foi assumida pelo grupo terrorista Daesh, informou o portal BNO News, que citou a agência Amaq, ligada aos extremistas.

    Mais:

    Raios mataram 59 pessoas em três dias no Bangladesh
    Bangladesh executa líder islâmico por crimes de guerra
    Militante LGBT da embaixada dos EUA é assassinado em Bangladesh
    Tags:
    ameaça, terroristas, massacre, atentado, Daesh, Bangladesh, Dhaka
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar