16:24 05 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    559
    Nos siga no

    Os EUA impuseram sanções nesta quarta-feira (6) contra o líder norte-coreano Kim Jong-un e mais dez altos funcionários de seu governo, bem como contra cinco entidades supostamente implicadas em violações dos direitos humanos.

    Segundo comunicado do Departamento do Tesouro dos EUA,

    "o Gabinete de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos EUA (OFAC, na sigla em inglês) designou altos funcionários do regime norte-coreano hoje, incluindo o líder norte-coreano Kim Jong-un, outros dez funcionários e cinco entidades por seus laços com os notórios abusos de direitos humanos da Coreia do Norte".

    Esta é primeira vez que Kim Jong-un é incluído em sanções do Tesouro norte-americano. Funcionários do Ministério norte-coreano da Segurança do Povo e do Ministério da Segurança do Estado também foram incluídos no pacote de medidas restritivas.

    As sanções congelam quaisquer ativos que autoridades norte-coreanas possam ter dentro da jurisdição dos EUA e proíbem pessoas ou entidades norte-americanas de se envolver em transações com os funcionários sancionados.

    Todos os indivíduos nomeados nas sanções foram incluídos em um relatório do Departamento de Estado dos EUA que destaca as violações dos direitos humanos na Coreia do Norte, de acordo com o Departamento do Tesouro.

    Mais:

    Kim Jong-un quer que seu país seja uma 'potência nuclear'
    Kim Jong-un pede reunificação das Coreias
    Coreia do Sul aumenta 'contingente' de alto-falantes contra a Coreia do Norte
    Coreia do Norte pretende continuar intimidando os EUA
    Tags:
    direitos humanos, governo, funcionários, ativos congelados, sanções, Departamento de Estado, Departamento do Tesouro, Kim Jong-un, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar