21:12 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Secretário de Estado norte-americano John Kerry durante a conferência de imprensa sobre a reunião da OTAN, Bruxelas, 2 de dezembro de 2015

    Kerry manifesta apoio dos EUA à Geórgia na cúpula da OTAN

    © AFP 2019 / JONATHAN ERNST
    Mundo
    URL curta
    204

    O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, durante a sua visita a Tbilisi, declarou que os Estados Unidos vão apoiar a Geórgia na cúpula da OTAN em Varsóvia, acrescentando que seu país sente uma responsabilidade de ajudar o povo georgiano em conseguir o seu objetivo – tornar-se um membro da Aliança.

    “Os EUA apoiam a política da OTAN e, como foi dito no âmbito da declaração da cúpula em Bucareste, a Geórgia se tornará um membro da OTAN no futuro. Nós apoiamos a atual declaração das cúpulas de Chicago, País de Gales, apoiamos e vamos apoiar na cúpula de Varsóvia. O povo georgiano escolheu o futuro euro-atlântico, e meu país sente uma responsabilidade de ajudar o povo georgiano em alcançar este objetivo”, disse ele.   

    De acordo com Kerry, a Geórgia é um parceiro muito importante da OTAN. “Nós valorizamos a participação da Geórgia nas missões internacionais. Eu, provavelmente, não diria que possam existir quaisquer obstáculos, o processo anda mais rapidamente e vai chegar um momento em que a Geórgia vai obter alguns resultados", disse o secretário de Estado. 

    A cooperação institucional entre a Geórgia e a OTAN começou em 1994, quando o país tornou-se membro do programa de "Parceria para a Paz". Após a "Revolução Rosa", em 2004, a cooperação entre a Geórgia e a OTAN tornou-se mais intensa. 

    Em abril de 2008, na cúpula dos países membros da OTAN, em Bucareste, confirmou-se que a Geórgia pode tornar-se membro da Aliança se eles cumprirem as normas da organização. Durante a cúpula da OTAN no País de Gales, que foi realizada em 4 e 5 de setembro de 2014, foi adotado um pacote de medidas para facilitar a oferta da Geórgia para ser membro da Aliança.

    Mais:

    Suposto organizador do atentado em Istambul era agente secreto na Geórgia de Saakashvili
    Geórgia diz que busca uma cooperação construtiva com a Rússia
    Irá prevalecer o bom senso? Geórgia recusa participar dos exercícios da OTAN
    Aproximação da Geórgia à OTAN pode provocar maior instabilidade
    Dia da Independência da Geórgia terá material bélico dos EUA
    Tags:
    OTAN, John Kerry, Tbilisi, Geórgia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar