07:35 04 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    308
    Nos siga no

    O FBI recomenda não trazer à tona qualquer acusação contra Hillary Clinton sobre a investigação do seu servidor de e-mail privado. Quem afirma é o diretor do FBI, James Cormey, a repórteres durante uma coletiva de imprensa.

    Segundo ele, cento e dez dos 30 mil emails de Hillary Clinton e seus advogados entregues ao Departamento de Estado dos EUA em 2014 contém informação confidencial.

    “Dos 30 mil emails devolvidos ao Departamento de Estado em 2014, 110 e-mails de 52 correntes de e-mail foram classificados pela agência como informações classificadas no momento em que foram enviados ou recebidos”, disse Comey.

    Os investigadores encontraram vários milhares de e-mails relacionados com o trabalho que a então secretária de Estado, Hillary Clinton e seus advogados, não direcionaram ao Departamento de Estado dos EUA em 2014. 

    "O FBI também descobriu vários milhares de e-mails relacionados com o trabalho que não estavam entre o grupo de 30.000 e-mails devolvidos pela secretária Clinton para o Departamento de Estado em 2014", afirmou Comey.

    Ele afirmou que existem evidências de que Hillary Clinton e sua equipe trabalharam  de forma ‘extremamente cuidadosa’, e ‘deveriam saber’ que o servidor era impróprio para tais emails. 

    Corney disse que “o FBI, entretanto, concluiu que não existem acusações apropriadas”. 

    "Embora nós não tenhamos encontrado provas claras de que a secretária Hillary Clinton ou seus colegas tiveram a intenção de violar as leis que regem o tratamento de informações confidenciais, há evidência de que eles foram extremamente negligentes em seu tratamento de informação tão sensível, altamente confidencial", afirmou Comey.

    Ele observou que o FBI não encontrou nenhuma evidência de má conduta intencional por advogados de Clinton durante o processo de triagem dos seus e-mails.

    Ele afirmou, entretanto, que “atores hostis tenham ganhado acesso à conta de e-mail pessoal da secretária Hillary Clinton". 

    Mais:

    66% dos norte-americanos consideram Hillary Clinton 'desonesta'
    Americanos compram mais armas para se defender de terroristas e Hillary Clinton
    Bernie Sanders declara voto a Hillary Clinton nas eleições presidenciais dos EUA
    Chomsky: 'Um dos crimes de Clinton foi a expansão da OTAN para leste'
    Obama concede apoio a Clinton como continuidade do seu mandato
    Tags:
    segurança, emails, FBI, Hillary Clinton, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar