20:32 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    O prato de carne com ovos e salada

    China começa a levantar restrições às importações alimentares da Rússia

    © flickr.com/ Matt Biddulph
    Mundo
    URL curta
    2150
    Nos siga no

    A China iniciou um processo de levantamento das restrições ao fornecimento da carne bovina e de aves da Rússia para o mercado chinês. A decisão foi anunciada pelo Rosselkhoznadzor depois da quinta reunião do grupo de trabalho permanente russo-chinês para a cooperação na área de quarentena de animais e plantas e de segurança alimentar.

    Pequim vai levantar a proibição às importações de carne bovina, carne de aves e subprodutos sem vacinação de zonas livres da febre aftosa, bem como as supressões de importações devido à gripe aviária, informou a agência russa.

    ​Igualmente, segundo o relatório, para agosto ou setembro está prevista uma visita de especialistas chineses à Rússia. Em particular, eles vão estudar as medidas de controle da propagação em território russo da peste suína africana e da dermatite nodular do gado.

    Atualmente a importação de animais e produtos de origem animal da Rússia enfrenta sérias restrições, introduzidas pela China devido à situação desfavorável na Federação da Rússia com doenças de animais. Assim, em 2000 a China introduziu restrições temporárias por causa da febre aftosa, em 2005 — da gripe aviária, em 2008 — da peste suína africana, em 2015 — da dermatite nodular.

    No final de maio, a Organização Mundial da Saúde Animal reconheceu a Rússia como país livre da febre aftosa.

    Mais:

    Japão nega uso de radares ativos contra caças chineses sobre mar da China Oriental
    China vai investir $2,4 bi no Extremo Oriente russo
    China proíbe venda de alimentos derivados de animais em extinção
    Tags:
    animais, gripe aviária, febre, aves, carne bovina, restrições, Rosselkhoznadzor, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar