03:53 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0160
    Nos siga no

    O programa russo de desenvolvimento do Extremo Oriente já atraiu $2,4 bilhões da China, destaca o ministro do Desenvolvimento do Extremo Oriente, Aleksandr Galushka.

    Empresários chineses já investiram em uma planta de cimento e pretendem investir em uma refinaria na região de Amur. Para além disso, as empresas chinesas são os principais investidores em projetos na Região Autônoma Judaica (divisão federal da Rússia no Extremo Oriente do país), canalizando para eles mais de $150 milhões (R$ 486 milhões).

    “Graças a tais mecanismos nacionais de desenvolvimento regional como os Territórios de Desenvolvimento Avançado (TDA), o porto franco de Vladivostok, a Fundação para o Desenvolvimento do Extremo Oriente e apoio financeiro aos projetos de infraestrutura, o ganho cumulativo atingiu 1,1 triliões de rublos ($16,5 milhões ou R$ 53,5 milhões).

    Todos estes instrumentos econômicos estão ganhando popularidade entre os investidores chineses”, declarou Aleksandr Galushka.

    Os investidores chineses participam também em projetos fora de TDAs. Por exemplo, foram aplicados mais de 7 bilhões de rublos ($100 milhões ou R$324 milhões) na empresa de madeira no povoado de Berezovy, região de Khabarovsk. A Fundação Russo-Chinesa de Desenvolvimento Agroindustrial apoiou 10 projetos, no valor cumulativo de 80 bilhões de rublos ($1,25 bilhões ou mais de R$4 bilhões).

    Em março o Ministério do Desenvolvimento do Extremo Oriente divulgou que a Rússia recebeu $1,9 bilhões provenientes da China para desenvolver as indústrias na região.

    Mais:

    Rússia ultrapassa Arábia Saudita como maior exportadora de petróleo para a China
    Rússia e China irão construir novas aeronaves em conjunto
    Rússia apresenta seu sistema de posicionamento por satélite na China
    Tags:
    China, Extremo Oriente, Rússia, investimento, fundação, projeto conjunto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar