04:21 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    261
    Nos siga no

    O chefe do grupo parlamentar pró-curdo do Partido Democrático do Povo (HDP na sigla em turco) Idris Baluken apresentou no Parlamento uma proposta para realização de negociações secretas entre as chefias da Síria e da Turquia.

    Durante o seu discurso na reunião plenária frente aos parlamentares da Turquia no chamado Meclis (ou Parlamento), o político declarou que, de acordo com informação existente na Argélia e em uma série de outros países, estão sendo realizadas negociações secretas turco-sírias. Ainda de acordo com ele, durante estas a chefia turca está preparando uma base para transferência da retórica acerca de Assad, o rival, para a de Assad, o irmão. "Pode ser que a Damasco já tenha sido enviada, há algum tempo, uma carta com pedido de desculpas", notou.

    Durante a entrevista à Sputnik, Idris Baluken explicou que por ter apresentado a questão à discussão no Meclis ele exige que o governo “esclareça detalhadamente a situação”.

    “Mas o governo nunca apresentou nem declarações desmentindo, nem explicando os pormenores dessa informação. Contudo, nós temos pleno direito de receber a informação detalhada sobre a mudança de estratégia externa relativamente à Síria, porque nós sentimos na pele todo o peso da política errada da direção turca relativamente à Síria,” sublinhou.

    De acordo com o político, esta retórica errada, em particular, levou aos atentados no aeroporto Ataturk que ceifaram dezenas de vidas.

    Comentando a sua declaração sobre uma possível mudança próxima da retórica política, o chefe do HDP disse à Sputnik:

    “Nós vemos no exemplo das relações com Israel, Rússia, Egito que mudanças estão acontecendo na estratégia política externa da liderança, que compreendeu que é preciso mudar de tática para não perder o poder. Para isso, o partido no poder está pronto para tudo, por isso nós supomos que a informação sobre as negociações com a Síria corresponde à realidade. Se o governo insiste que os dados são falsos, então deve fazer uma declaração oficial dizendo que tais negociações não estão sendo realizadas.”

    Mais:

    Quem, afinal, está por trás do atentado na Turquia? (E o que a Rússia tem a ver com isso)
    Fortalecimento militar da OTAN mina reaproximação entre Rússia e Turquia
    Turquia pode se tornar mãe substituta dos terroristas
    Tags:
    política, curdos, Bashar Assad, Israel, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar