08:49 21 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    16301
    Nos siga no

    Caso Finlândia se integre na OTAN, é pouco provável que as forças russas sejam retiradas da fronteira, disse o presidente da Rússia Vladimir Putin.

    "Vamos imaginar que Finlândia adere à OTAN. Isso significa que as forças finlandesas vão deixar de ser independentes e vão perder a soberania plena. Elas se tornarão uma parte da infraestrutura militar da OTAN e vão se deslocar para perto da fronteira com a Rússia", disse Putin na coletiva da imprensa dos presidentes da Rússia e da Finlândia.

    Putin lembrou que Moscou tomou a decisão de retirada das forças militares para uma distância de 1,5 mil quilômetros da fronteira com Finlândia. "E nada mudou, tudo está como era. Mas as forças da OTAN estão aumentando perto de nossas fronteiras. O que é que devemos fazer?", acrescentou ele.

    Entretanto, o presidente russo acrescentou também que Moscou vai respeitar qualquer escolha do povo finlandês na questão de integração na OTAN.

    Segundo ele diz, a Rússia planeja começar o diálogo com a OTAN na cúpula em Bruxelas.

    "O senhor presidente formulou hoje as primeiras propostas para, pelo menos, os primeiros passos que são dirigidos para o reforço da confiança e à prevenção de conflitos. Eu já disse que estou de acordo com isso, vamos tentar começar o diálogo com a OTAN na cúpula em Bruxelas", acrescentou o líder russo.

    Putin acrescentou que Moscou vai reagir em conformidade à instalação de sistemas da DAM da OTAN na Polônia e ao aumento do contingente militar da Aliança, porque isso cria um perigo evidente para a Rússia. 

    Mais:

    Pepino cultivado na Finlândia prevê o futuro
    Mídia: manobras militares causam agitação popular na Finlândia
    Tags:
    tropas, fronteira, relações bilaterais, declaração, opinião, reação, adesão, integração, OTAN, Vladimir Putin, Finlândia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar