05:50 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    5304
    Nos siga no

    A principal ameaça que atualmente o Partido Comunista Chinês enfrenta é a corrupção, afirmou nesta sexta (1) o presidente do país Xi Jinping durante a reunião em Pequim dedicada ao 95º aniversário da fundação do Partido Comunista da China (PCC).

    "A maior ameaça que atualmente o PCC como partido no poder enfrenta é a corrupção. A partir do 18º Congresso, o nosso partido luta ativamente contra a corrupção, para que ninguém se lembre de recorrer a ela, para que tal desejo nem sequer surja. A vitória na guerra contra a corrupção se aproxima. Devemos acompanhar sempre esta questão", disse Xi Jinping  em um discurso durante a reunião. 

    ​O secretário-geral do PCC ressaltou que o partido deve "mostrar tolerância zero à corrupção para não deixar qualquer hipótese para os corruptos no partido".

    A campanha contra a corrupção começou com a chegada de Xi Jinping ao poder como secretário-geral do Comitê Central do PCC, em novembro de 2012, e presidente da China em março de 2013. Desde então, milhares de funcionários foram condenados por violação da disciplina partidária e corrupção. De acordo com estatísticas oficiais, em 2015 por violar a disciplina do partido foram punidos quase 50 mil funcionários de diferentes níveis.

    Nesta sexta-feira (1), no Grande Salão do Povo em Pequim começou uma reunião solene dedicada ao 95º aniversário da fundação do Partido Comunista da China.

    Mais:

    Erro muito ariscado: Navio de Taiwan lança míssil em direção à China
    China e Nigéria assinam acordos de US$ 80 bilhões no setor petrolífero
    Assustam Coreia do Norte, mas têm medo da China?
    Tags:
    funcionários, punição, condenado, guerra, ameaça, corrupção, Partido Comunista Chinês, Xi Jinping, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar