08:42 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro da Itália Matteo Renzi a bordo do navio San Giusto da marinha italianaManlio Di Stefano

    Deputado italiano: 'não podemos rejeitar as relações econômicas com a Rússia'

    © AFP 2017/ PALAZZO CHIGI PRESS OFFICE © Foto: Página oficial de Manlio Di Stefano na Facebook
    1 / 2
    Mundo
    URL curta
    3615100

    O deputado do Parlamento italiano do partido M5S (Movimento 5 Estrelas) e membro da comissão para os assuntos exteriores do parlamento Manlio Di Stefano declarou que a Itália não pode perder um parceiro tão fundamental como a Rússia.

    Em uma entrevista à Sputnik Manlio Di Stefano sublinhou a prontidão do M5S para lutar contra as sanções antirrussas e destacou que o Movimento aprecia muito o papel de Moscou na garantia da segurança internacional.

    Segundo ele, o M5S considera o papel da Rússia na luta contra o terrorismo como fundamental.

    "Nós enviámos um sinal claro à Rússia sobre a cooperação, enquanto o governo de Renzi primeiro declara no SPIEF sua disponibilidade para construir pontes, e depois prorroga as sanções da união Europeia".

    ​"Sempre fomos honestos com a Rússia, estamos contra as sanções, o nosso Movimento não é nem pró-russo, nem pró-americano, somos políticos pró-italianos e agimos de acordo com os interesses dos nossos cidadãos. E hoje os interesses deles coincidem com os interesses dos cidadãos da Rússia".

    Manlio Di Stefano considera que Renzi "mantem jogo duplo, que ele vendeu a alma aos EUA".

    Segundo o político, a economia da Itália está piorando, "não podemos permitir-nos nem sequer pensar na rejeição do relacionamento com a economia da Rússia, historicamente relacionada com a nossa por causa de caprichos políticos". 

    O político sublinhou que, em qualquer momento, o Movimento está pronto para se unir à Rússia no âmbito da luta contra as sanções.

    Tags:
    sanções, Rússia, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik