14:46 27 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Marine Le Pen

    Adeus Europa sem fronteiras!

    © REUTERS/ JACKY NAEGELEN
    Mundo
    URL curta
    Brexit: reações e consequências (121)
    1100

    Iniciativa sem precedentes na Europa foi anunciada na véspera pela líder da oposição francesa. O motivo para tal passo inédito é segurança nacional do país.

    Marine Le Pen, líder do partido Frente Nacional (FN) francês, exigiu abandonar a Zona Schengen para garantir a segurança nacional da França.

    "Exigimos abandonar imediatamente a [Zona] Schengen com vistas a garantir a segurança do nosso país", disse a líder da oposição francesa à emissora de rádio LCI.

    Anteriormente Le Pen, que ainda exerce o mandato de deputada do parlamento europeu, afirmou que a França pode ter até mais razões para abandonar a UE do que o Reino Unido, pedindo a realização de um referendo igual ao britânico sobre a permanência do país na União Europeia. Entretanto, o presidente francês François Hollande pronunciou-se contra esta iniciativa.

    Reino Unido deixa a União Europeia
    © Sputnik / Vitaly Podvitsky
    Reino Unido deixa a União Europeia

    Em 23 de junho de 2016, os cidadãos do Reino Unido votaram sobre a permanência ou a saída do país da União Europeia. Na madrugada do dia seguinte, o Brexit foi confirmado. Isto se tornou algo inédito na UE, que até agora falava de um maior alargamento. No sábado o presidente da França vai reunir-se com os líderes de todos os partidos do país com vistas a discutir as consequências do plebiscito britânico.

    Tema:
    Brexit: reações e consequências (121)

    Mais:

    Itália e França pedem reforma da UE após o Brexit
    Parlamento Europeu quer saída imediata do Reino Unido da UE
    Premiê britânico é excluído de café da manhã com líderes da UE em Bruxelas
    Portugal: Bloco de Esquerda pedirá referendo se Bruxelas impuser sanções
    Tags:
    segurança nacional, política de segurança, migração, Brexit, União Europeia, François Hollande, Marine Le Pen, Zona Schengen, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik