14:59 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    34343
    Nos siga no

    Ursula von der Leyen, a ministra da Defesa alemã, pediu que Moscou divulgasse as deslocações e o número de suas tropas.

    "Seria razoável se a OTAN e a Rússia, no âmbito da OSCE, informassem uma a outra sobre o movimento e o número de suas tropas. Por parte da OTAN, que é uma aliança exclusivamente defensiva, a proposta foi feita há muito tempo", disse a ministra em uma entrevista ao Bild am Sonntag.

    Ursula von der Leyen apoiou a estratégia da OTAN de resposta à "agressão".

    Entretanto, ela falou da necessidade de melhorar as relações com a Rússia, mas para isso é importante que Moscou siga regras internacionais.

    "Para que o diálogo aconteça precisa de pelo menos, dois lados", disse a ministra.

    Ao mesmo tempo, o chefe da Chancelaria alemã, Frank-Walter Steinmeier, havia anteriormente criticado a doutrina da OTAN na fronteira com a Rússia. Segundo ele, "é um perigo mortal limitar o olhar ao aspeto militar e procurar a salvação na política de medo". Após esta declaração, o político foi criticado pela mídia ocidental.

    Mais:

    Merkel defende aumentar gastos com defesa na Alemanha
    Forças Armadas da Alemanha planejam aceitar cidadãos da UE
    Opinião: OTAN enfrenta risco de guerra com Rússia
    Tags:
    política internacional, ameaça militar, OTAN, Frank-Walter Steinmeier, Ursula von der Leyen, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar