23:38 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8121
    Nos siga no

    O Ministério da Defesa da Rússia negou as alegações feitas simultaneamente pelo Daesh (Estado Islâmico), pela mídia ucraniana e pelo Observatório Sírio para os Direitos Humanos, que publicaram fotos de soldados russos dizendo que eles haviam sido mortos na batalha pela cidade síria de Raqqa.

    "Todos os soldados nas fotos estão vivos e bem, atualmente presentes em suas unidades", disse o porta-voz do ministério russo, Igor Konashenkov. 

    O fato de as imagens terem sido publicadas simultaneamente pelo grupo terrorista e por sites “propagandistas” ucranianos levanta algumas questões, acrescentou a pasta.

    Mais:

    Forças sírias combatem por campos petrolíferos às portas de Raqqa
    Califado condenado: Daesh pode perder Raqqa, Aleppo e Deir ez-Zor
    Coalizão liderada pelos EUA elimina 50 terroristas do Daesh na província de Anbar
    Tags:
    propaganda, fotos, mortos, vivos, soldados russos, Observatório Sírio para Direitos Humanos, Estado Islâmico, Daesh, Ministério da Defesa, Ucrânia, Raqqa, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar