08:01 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira do PT em manifestação de apoio ao partido, em 16 de agosto de 2015

    PT acusa ação da Polícia Federal de 'perseguição seletiva'

    © AFP 2019 / Miguel Schincariol
    Mundo
    URL curta
    354
    Nos siga no

    Em meio ao cumprimento de um mandado de busca e apreensão na sede do PT, em São Paulo, pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (23), membros do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores e integrantes de movimentos sociais fizeram um protesto no local.

    De acordo com a Agência Brasil, os manifestantes estenderam uma faixa com a foto do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e os dizeres “Tchau, ladrão. E o Temer?”. 

    O secretário de comunicação do Diretório Municipal, João Bravin, disse estar indignado com a ação da Polícia Federal. Segundo ele, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, estava hoje em Brasília e deve viajar para São Paulo.

    “Mais uma vez, é uma ação seletiva da Polícia Federal, contra um partido político que não se negou em participar ou colaborar com investigações”, disse.

    “A cada semana temos um ministro desse partido golpista saindo do governo e ninguém vai na casa desses ex-ministros que têm [nome citado em] delação, nem coercitivamente. Isso é um absurdo, uma perseguição seletiva”, disse.

    Mais:

    Núcleo Agrário do PT: Não se pode admitir retrocesso
    Deputado do PT: gravações com cúpula do governo comprovam orquestração do golpe
    Vice-líder do PT diz que conversas de Jucá mostram ilegalidade do impeachment
    Líder do PT: ‘Sem colisão entre o partido e os militares’
    Deputado Paulo Pimenta: ‘PT precisa ter humildade para reconhecer seus erros’
    Tags:
    manifestantes, protesto, Polícia Federal, PT, Rui Falcão, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar