12:11 21 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira do grupo Daesh (Estado Islâmico) e fumaça ao fundo

    Just business? Produtor de cimento francês financiou Daesh

    © AFP 2018 / MARWAN IBRAHIM
    Mundo
    URL curta
    118

    A empresa industrial francesa Lafarge financiou indiretamente o Daesh durante um ano para manter a sua produção de cimento na Síria, comunica o jornal francês Le Monde.

    Desde a primavera de 2013 até o verão de 2014 a administração da fábrica de cimento Jalabiya, situada na região nordeste da Síria, pagou dinheiro aos militantes do Daesh, que tinham ocupado as áreas vizinhas, para preservar a produção da fábrica.

    O jornal francês acrescenta que o produtor pagou aos terroristas para os trabalhadores poderem entrar e sair do território da fábrica.

    Para conseguir produzir o cimento, Lafarge recorreu também a "intermediários e pessoas que comercializavam o petróleo refinado pelo Daesh contra o pagamento de uma licença e de impostos", comunica o jornal.

    A empresa Lafarge tinha adquirido a fábrica de cimento Jalabiya em 2007 e tinha investido cerca de 600 milhões de euros (679 milhões de dólares) para renová-la. A fábrica, que começou a operar em 2010, foi fechada em 2014, após o avanço do  Daesh.

    Mais:

    EUA negam desviar recursos da luta contra Daesh para derrubar Assad
    Conheça o inimigo! Daesh usa cultura pop do Ocidente para propaganda de jihad
    Tags:
    militantes, dinheiro, comercialização, pagamento, pressão, terroristas, cimento, Daesh, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik