13:11 07 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    A Conselho de Ministros austríaco adotou um conjunto de medidas relativas à integração dos refugiados na vida social e econômica do país. Uma atenção especial será dedicada à educação, especialmente no estudo do idioma alemão.

    O plano de integração inclui 50 pontos, a sua parte básica foi desenvolvido pelo Ministério das Relações Exteriores.

    Além do ensino do idioma, os imigrantes terão cursos sobre os valores europeus e sobre orientação na sociedade europeia, que devem ser ministrados por professores voluntários.

    Os programas de orientação devem informar aos imigrantes os princípios e valores básicos da vida ocidental.

    As medidas também foram tomadas para garantir a assistência médica, organizar os dias de folga e atrair os imigrantes para a prática de esportes. Foi acentuada também a intenção de prevenir a radicalização e fomentação de extremismos. 

    De acordo com a agência europeia Frontex, 1,8 milhões de imigrantes chegaram à União Europeia em 2015.

    No ano passado, o número de refugiados que entraram na Áustria triplicou, com 90.000 pedidos de asilo recebidos pelas autoridades.

    Em 2016, o país decidiu reduzir a aceitação de refugiados para 37.500 pessoas por ano e planeja reduzir ainda mais este número.

    Mais:

    Oito refugiados sírios são mortos a tiros na fronteira com a Turquia
    'Devorar refugiados': grupo realiza ação polêmica em Berlim
    Acnur: ajuda de países ricos a refugiados sírios é 'fracasso coletivo'
    ONU calcula em mais de 1 milhão o número de refugiados para reassentamento em 2017
    ONU: União Europeia pode receber muito menos refugiados do que o esperado
    Tags:
    integração, crise migratória, refugiados, Frontex, União Europeia, Áustria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar