12:43 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Polícia do Bahrein

    Guarda Revolucionária do Irã prevê rebelião popular no Bahrein

    © East News / Hasan Jamali
    Mundo
    URL curta
    0 60

    A Guarda Revolucionária do Irã condenou nesta terça-feira (21) a decisão do Bahrein de revogar a cidadania do líder espiritual de sua maioria xiita, Aiatolá Isa Qassim, advertindo que a medida vai incentivar uma rebelião no país.

    "Não há dúvida de que a decisão imprudente dos Al Khalifa (família real governante do Bahrein) contra o principal clérigo xiita fomentaria a chama de um movimento de revolução islâmica no Bahrein e formará uma rebelião devastadora contra os governantes dependentes deste país", disse o Exército dos Guardiões da Revolução Islâmica em um comunicado publicado pela agência de notícias Fars.

    O Ministério do Interior acusou Isa Qassim de usar sua posição de aiatolá para "servir a interesses estrangeiros" e promover "sectarismo e violência". O líder religioso apoiou protestos liderados pela maioria xiita da população em favor de maiores direitos civis e políticos no Bahrein.


    Mais:

    Inteligência do Irã previne um dos maiores atentados terroristas em Teerã
    Relatório de AIEA prova eficiência de acordo nuclear com Irã
    Arábia Saudita acusa Irã de interferir em questões internas do Iraque
    Autoridades do Bahrein prendem suspeitos de envolvimento em ataque contra a polícia
    Tags:
    aiatolá, líder religioso, líder espiritual, clérigo, revolução, rebelião, protestos, sunitas, xiitas, maioria, cidadania, Guarda Revolucionária do Irã, Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, Isa Qassim, Al Khalifa, Oriente Médio, Bahrein, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar