10:48 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    13412
    Nos siga no

    A Rússia "vai acompanhar de perto a atividade militar dos EUA e da OTAN no Mar Negro, incluindo a eventual participação da Ucrânia e de outros países", advertiu nesta sexta (17) o embaixador russo na OTAN, Alexander Grushko.

    "Nós ainda não vimos em detalhes concretos as decisões dos países da OTAN para além do seu desejo de aumentar a presença militar no Mar Negro, mas essas ideias realmente são discutidas no seio da Aliança. Em particular, há propostas para formar uma espécie de grupo naval permanente com a participação de membros da OTAN e de países parceiros que não são desta região", disse o diplomata russo.

    "O sério risco de se desestabilizar ainda mais [a situação] é devido a tentativas dos EUA de controlar essas águas mediante navios de guerra equipados com o sistema Aegis, que têm um importante potencial antiaéreo e de ataque", enfatizou Grushko.

    Mais:

    Analista do The Week supõe como poderia ser uma guerra entre OTAN e a Rússia
    'Rússia age como devia, estando cercada por OTAN'
    OTAN não possui estratégia definida para condução de uma guerra cibernética
    Presidente da Finlândia: 'Se a segurança piorar, podemos aderir à OTAN'
    Tags:
    militarização, presença militar, aegis, OTAN, Alexander Grushko, Ucrânia, Mar Negro, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar