23:52 18 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    John Brennan, diretor da CIA

    CIA: Daesh ainda é ameaça séria, Assad está mais forte

    © AP Photo / Pablo Martinez Monsivais
    Mundo
    URL curta
    972

    A "capacidade terrorista e o alcance global" do grupo extremista Daesh não foram reduzidos até agora, segundo alertou o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), John Brennan, em audiência pública no Comitê de Inteligência do Senado dos EUA nesta quinta-feira.

    De acordo com Brennan, a organização possui dezenas de milhares de combatentes em todo o mundo, muito mais do que a Al-Qaeda teve em seu auge.

    Sobre a situação síria, o diretor da CIA disse que o presidente Bashar Assad está hoje em uma posição muito mais forte do que estava há um ano, graças principalmente ao apoio recebido da Rússia através dos ataques aéreos contra os rebeldes. 

    "Apesar de todo o nosso progresso contra o Daesh no campo de batalha e no reino das finanças, nossos esforços não reduziram o terrorismo e o alcance global do grupo", declarou o chefe da agência. "Julgamos que o Daesh esteja treinando e tentando alocar combatentes para mais ataques".

    Mais:

    Chefe de CIA: não temos provas de envolvimento de Arábia Saudita nos ataques de 9/11
    Inteligência dos EUA: Daesh tem células ativas no Reino Unido, na Alemanha e na Itália
    Forças terrestres dos EUA combatem Daesh pela primeira vez em Mossul, no Iraque
    Tags:
    ataques, terroristas, terrorismo, Daesh, Al-Qaeda, CIA, John Brennan, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik