21:15 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Reunião do presidente da Ucrânia Poroshenko com o Secretário Geral da OTAN Stoltenberg

    Opinião: Ucrânia será integrada na OTAN de qualquer jeito

    © Sputnik / Mikhail Palinchak
    Mundo
    URL curta
    1026
    Nos siga no

    Kiev e OTAN aprovaram o plano de apoio às reformas militares da Ucrânia. O analista Vladimir Kozin expressou, no ar da rádio Sputnik, sua opinião que a integração da Ucrânia na Aliança é uma questão do interesse mútuo de ambas as partes. A descoordenação é só na questão dos prazos.

    Os ministros da Defesa dos países membros da OTAN aprovaram um pacote da ajuda à Ucrânia que prevê a auxílio na criação de estruturas eficientes na esfera da segurança, comunicou o secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg.

    "Hoje os ministros aprovaram um pacote universal da ajuda à Ucrânia", disse Stoltenberg aos jornalistas após a reunião da comissão Ucrânia-OTAN ao nível dos ministros da Defesa.

    Ele acrescentou também que o objetivo da OTAN consiste em "ajudar a Ucrânia a estabelecer estruturas mais eficientes de defesa e intensificar seu controle".

    Ainda antes, a Ucrânia tinha celebrado um acordo com a Aliança que se destina a ajudar Kiev a diminuir sua dependência da produção militar russa.

    O conselheiro do Instituto das pesquisas estratégicas da Rússia e analista Vladimir Kozin disse no ar da rádio Sputnik que a questão da integração da Ucrânia na OTAN é discutida há já muito tempo.

    "As autoridades ucranianas (durante o período da presidência de Yushenko) tomaram a decisão de adesão da Ucrânia à OTAN… Como indicam as autoridades da Ucrânia, a adesão à OTAN é um objetivo estratégico do país. Um entendimento semelhante existe também na Aliança", disse Kozin.

    Mas até esta altura existe uma descoordenação nos prazos. Enquanto o presidente da Ucrânia Poroshenko diz que a entrada da Ucrânia levará de 6 a 7 anos, os políticos ocidentais acreditam que esse prazo seja igual a várias décadas.

    "Mas, segundo a minha opinião, a Ucrânia não terá de esperar durante tanto tempo porque ela será integrada pela força e estará pronta para entrar na Aliança muito mais rapidamente".

    Entretanto, é pouco provável que a opinião da maioria dos ucranianos, que são contra a adesão do país à OTAN, seja tomada em consideração por Kiev. 

    Mais:

    'Ucrânia está muito enganada ao acreditar na possibilidade de integrar a OTAN'
    Ucrânia incentiva OTAN a aumentar presença no mar Negro
    Tags:
    integração, adesão, acordo, ministros, reunião, segurança, ajuda, OTAN, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar