04:56 18 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Sergei Alkin

    Arqueólogos encontram petroglifos da Idade do Bronze na Sibéria

    nsu.ru
    Mundo
    URL curta
    1121

    Um grupo de arqueólogos da Universidade Estadual de Novosibirsk (Rússia) descobriu vestígios da cultura dos humanos que habitavam a taiga siberiana na Idade do Bronze. Com a ajuda da população local, petroglifos de cerca de 4.000 anos de idade foram encontrados na bacia do rio Shilka, na foz do rio Largui, na região de Zabaikalie.

    Segundo informou o serviço de imprensa da universidade siberiana, a existência desta amostra da arte rupestre havia se tornado uma espécie de lenda entre os especialistas, até que em 2013 uma expedição conseguiu encontrar alguns dos desenhos de que tinham ouvido falar. 

    Os arqueólogos estudaram mais de 20 elementos pintados de vermelho e ocre. Entre eles há figuras humanas, um touro, uma árvore e o que poderia ser um grupo de aves, bem como pontos e linhas. Não é fácil interpretar a descoberta: de acordo com Sergei Alkin, líder da equipe de arqueólogos da Universidade de Novosibirsk, as imagens antropomórficas poderiam representar tanto caçadores quanto espíritos.

    "Os petroglifos não são apenas um exemplo de pintura rupestre. Eles estão ligados a rituais. Sob estes petroglifos geralmente há altares de sacrifício, encontram-se diferentes ferramentas, pontas de flechas", explicou o cientista à RT. No entanto, até agora a equipe de Alkin não encontrou nada parecido ao redor da rocha com as imagens.

    Apesar disso, os investigadores ainda esperam encontrar mais exemplos de arte pré-histórica na região, que fica situada na Transbaikalia, onde outros vestígios arqueológicos já foram encontrados anteriormente. 

    Mais:

    Massacre no neolítico Europeu
    Satélite sobre a Jordânia descobre edifício histórico
    Tags:
    petroglifos, Idade de Bronze, arte rupestre, pintura rupestre, arqueologia, Sergei Alkin, Rússia, Novosibirsk, Sibéria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik