10:07 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Refugiados sírios estão à espera de transporte após atravessar a fronteira com a Turquia da cidade síria Tal Abyad, em 10 de junho de 2015

    Acnur: ajuda de países ricos a refugiados sírios é 'fracasso coletivo'

    © AFP 2017/ STR
    Mundo
    URL curta
    104

    A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) criticou os doadores internacionais pela sua lentidão em recolher fundos em ajuda às nações do Oriente Médio que enfrentam o fluxo de refugiados da vizinha Síria.

    A soma de mais de 11 bilhões de dólares que os países desenvolvidos haviam prometido em fevereiro se recolheu para menos de um quarto até à data presente, enquanto há cerca de cinco milhões de pessoas em risco nesta região fragilizada. Quem afirma é o diretor da Acnur para o Oriente Médio e Norte da África, Amin Awad.

    "Eu acho que é um fracasso coletivo que devemos enfrentar", disse o funcionário da ONU em entrevista à AFP.

    Para Awad, "os estados de fronteira com a Síria estão decepcionados e abandonados à sua sorte".

    Campo de Refugiados em Atenas
    Roberto Castro/ME/Brasil2016
    O número de refugiados em escala global gira em torno de 60 milhões, entre os quais mais de um terço é proveniente do Oriente Médio, afirmou o representante da Acnur.

    Segundo ele, o Oriente Médio, com uma população que representa entre 5 e 7 por cento do mundo, produz entre 35 e 40 por cento dos refugiados.

    Os recursos prometidos pelos doadores internacionais devem ser canalizados na ajuda humanitária direta, a projetos de desenvolvimento na Síria e países vizinhos, bem como na assistência ao Líbano, Jordânia, Turquia e outros países que acolhem milhões de refugiados sírios.

    Em cinco anos de guerra, cerca de 4,8 milhões de sírios foram forçados a fugir do país e 6,6 milhões foram deslocadas internamente. 

    Mais:

    ONU calcula em mais de 1 milhão o número de refugiados para reassentamento em 2017
    ONU: União Europeia pode receber muito menos refugiados do que o esperado
    Argentina receberá três mil refugiados sírios
    Portugal é segundo país que mais recebe refugiados em programa da UE
    De braços abertos: Rio vai receber refugiados da Síria
    Tags:
    crise migratória, refugiados, ONU, ACNUR, Oriente Médio, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik