13:55 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Vigília em homenagem às vítimas do tiroteio no boate gay em Orlando, Flórida, 13 de junho de 2016.

    Fiel na alegria e na tristeza: mulher do terrorista de Orlando teria sido sua cúmplice?

    © REUTERS/ Jim Young
    Mundo
    URL curta
    Massacre em boate nos EUA (25)
    302

    A esposa do terrorista de Orlando sabia das intenções do seu marido Omar Mateen de realizar o atentado, informa o canal televisivo norte-americano Fox News, citando fontes no FBI (Agência Federal de Investigação dos EUA).

    Segundo os materiais da mídia, as autoridades convocaram o grande júri que deve decidir se vai ou não apresentar acusações à esposa do terrorista.

    ​O NBC comunica que a mulher, Noor Salman, estava presente quando o seu marido comprou os cartuchos e o estojo da pistola.

    Antes foi divulgado que Noor Salman ia junto com o marido à boate gay onde ocorreu o atentado e à Disneylândia, parque que foi considerado como um possível local de atentado. 

    Na madrugada de domingo, um homem abriu fogo em uma boate gay, em Orlando, provocando 50 mortes e deixado outras 53 pessoas feridas.  O massacre começou às 2h e terminou às 5h locais, com a morte de Omar Mateen, o atirador de origem afegã. Ele fez reféns por cerca de três horas até que a polícia decidiu entrar no local e o matou durante uma troca de tiros. O incidente fez o maior número das vítimas de tal tipo de crime na história dos EUA.

    Tema:
    Massacre em boate nos EUA (25)

    Mais:

    Obama e Hollande discutem atentados de Paris e Orlando em conversa telefônica
    Conselho de Segurança da ONU classificou massacre em Orlando de atentado terrorista
    FBI não encontra ligação do atirador de Orlando com terroristas
    Tags:
    atentado, Orlando, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik