02:47 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Argentina, Mauricio Macri, logo após a tomada de posse na Casa Rosada

    Papa Francisco devolve dinheiro 'diabólico' de Macri: 'Não gosto do 666'

    © REUTERS / Marcos Brindicci
    Mundo
    URL curta
    5263

    O Papa Francisco rejeitou uma doação do presidente da Argentina, Mauricio Macri, porque a soma da transferência incluía o número 666, considerado pelos católicos como o “número da Besta”.

    De acordo com o jornal Insider Vaticano, o presidente argentino doou 16.666 milhões de pesos – o equivalente a cerca de 1,211 milhão de dólares – para a fundação educacional Scholas Occurentes, que apoia o Sumo Pontífice. 

    No entanto, o Papa escreveu uma carta a fim de devolver o dinheiro, escrevendo em um pós-escrito: "Eu não gosto do número 666".

    "Esses três últimos dígitos pareceram uma piada de mau gosto para Francisco, cujos passatempos quase desconhecidos incluem acrósticos e numerologia" escreveu o Vatican Insider.

    Na segunda (13), a chanceler do país sul-americano, Susana Malcorra, abordou a situação durante um encontro com o Santo Padre e, após a reunião, disse que entre o chefe da Igreja Católica e o presidente argentino já não havia nenhuma hostilidade.

    Mais:

    Papa: bispos negligentes em casos de abuso sexual poderão perder cargos
    Papa Francisco fala de crise no Brasil e pede orações para o país
    Jornal mexicano critica Macri por suspender RT na Argentina
    Macri 'apaga' os vestígios do passado na Casa Rosada
    Votou em Macri e se arrependeu? Ganhe um desconto!
    Tags:
    Satanás, demônio, numerologia, 666, dinheiro, doação, Scholas Occurente, Mauricio Macri, Papa Francisco, Vaticano, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar