16:30 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    401
    Nos siga no

    A Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) começa nesta segunda-feira (13) na República Dominicana e a expectativa é de que o tema da crise Venezuela predomine durante as discussões.

    O secretário-geral da Organização, o uruguaio Luis Almagro, expressou no último domingo (12)  confiança de que a reunião extraordinária do Conselho Permanente do grupo prevista para debater a crise na Venezuela ajude a encontrar soluções pacíficas para a nação sul-americana.

    Almagro fez um pedido aos países-membros a se prepararem para abordar a crise venezuelana na reunião do próximo dia 23 em sua sede, em Washington.

    Segundo ele, cada país deve "abordar o tema a partir de uma dimensão ética para determinar se a ordem constitucional foi alterada na Venezuela, se há presos políticos e se podem ser abertos canais de assistência tanto institucional como humanitária”.

    A chanceler venezuelana, Delcy Rodríguez, por sua vez, informou que vai à reunião da OEA disposta a defender junto aos aliados do grupo Alba — que somam onze países — seus "modelos de autonomia política, econômica e de soberania financeira".

    A Venezuela vem enfrentando uma grave crise política e econômica, com de escassez de alimentos e medicamentos, além de uma inflação acima de 720%.

    Mais:

    Ex-embaixador da Venezuela acusa presidente da OEA de ser mordomo dos EUA
    Sessão da OEA é suspensa a pedido da Venezuela
    OEA ameaça Venezuela de suspensão
    Maduro chama a mobilização contra 'intervencionismo' da OEA
    Bate-boca na OEA envolve países favoráveis e contrários ao impeachment no Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar