06:04 01 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    5364
    Nos siga no

    O canal russo RT transmitiu um vídeo, em comemoração ao Dia da Rússia, que mostra o que aconteceria na Crimeia se a península não tivesse se reintegrado à Rússia.

    Na "realidade alternativa" mostrada no vídeo,  a tentativa de realizar um referendo na Crimeia não teve sucesso e Aleksandr Turchinov, que na época ocupava o cargo de presidente ucraniano, decidiu introduzir na península o regime de emergência e enviar tropas para as maiores cidades da Crimeia.

    No vídeo, a Rússia não reage de forma alguma, declarando a não interferência nos assuntos da Ucrânia.

    No outono de 2014, a Crimeia começa a ser patrulhada por nacionalistas ucranianos e, um ano depois, a Ucrânia e a Geórgia organizam uma operação militar conjunta contra a Abcásia e Ossétia do Sul.

    De acordo com o vídeo, no verão de 2015, os cidadãos da península são enviados para a guerra contra a Rússia e os que se manifestam contra são processados por deserção. A milícia da Crimeia está tentando manter as suas posições no aeroporto de Simferopol, o lado ucraniano usa a artilharia para bombardear o local.

    Desta forma, na "realidade alternativa", em 2015, a península da Crimeia se torna o centro de um conflito armado.

    O vídeo termina com a inscrição "nós estamos felizes por mostrar notícias e uma realidade diferentes" e cenas das celebrações do Dia da Rússia na Crimeia.

    Tags:
    reunificação, referendo, Dia da Rússia, Rússia, Ucrânia, Crimeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar