09:47 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    234
    Nos siga no

    A autoproclamada República Popular de Donetsk convocou uma sessão especial do grupo de contato devido à atual situação em Donbass, anunciou o seu representante nas negociações de Minsk, Denis Pushilin, aos jornalistas na quinta-feira.

    "Eu posso comparar a intensidade do bombardeio que ocorreu nesta noite com o de agosto do ano passado. O exército ucraniano apontou as peças de artilharia aos bairros residenciais das cidades de Donetsk, Yasynuvata e Makeevka. Para evitar uma escalada e para impedir os ataques da Ucrânia, a República Popular da Donetsk apelou ao representante especial da OSCE Martin Sajdik com a iniciativa de convocar uma reunião especial do Grupo de Contato na forma de videoconferência", disse Puschilin.

    Há já algum tempo que as repúblicas não reconhecidas de Donetsk e Lugansk voltaram a relatar violações maciças do cessar-fogo pelos militares ucranianos.

    Em abril de 2014, Kiev lançou uma operação militar nas províncias de Donetsk e Lugansk para acabar com os focos de indignação que surgiram após o golpe de Estado ocorrido no país em fevereiro daquele ano. Segundo estimativas das Nações Unidas, as hostilidades provocaram ao menos 9.200 mortes e deixaram mais de 21 mil feridos até o momento, na maioria civis.

    Apesar das tréguas acordadas, as duas partes em conflito continuam se acusando regularmente de violações do cessar-fogo.

    Mais:

    Nuland diz que sanções dos EUA impediram avanço russo na Ucrânia
    Programas militares entre países da OTAN e Ucrânia preocupam Rússia
    Rússia se recusa a entregar o ex-presidente da Ucrânia às autoridades de Kiev
    Tags:
    bombardeio, cessar-fogo, OSCE, Rússia, Ucrânia, Lugansk, República Popular de Donetsk
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar