12:03 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Cidade de Raqqa na Síria

    Queda de Raqqa será o início do fim para radicais islâmicos

    © Sputnik / Hikmet Durgun
    Mundo
    URL curta
    Devastando as sedes do Daesh (65)
    2142
    Nos siga no

    Na ofensiva contra “a capital” do Daesh há cooperação, mas na maior parte há concorrência entre participantes, disse o cientista político Andranik Migranian à emissora Sputnik.

    As forças sírias conquistaram alguns pontos no caminho para a “capital” do Daesh, a cidade de Raqqa, informou uma fonte oficial síria.

    “Penso que há a cooperação, bem como uma concorrência não só entre os curdos e as forças governamentais, mas também entre os seus maiores ou “mais antigos”, se podemos dizer desta maneira, aliados, os EUA e a Rússia. Só que a cooperação é realizada a uma escala estrita, enquanto na maior parte temos a concorrência, porque as partes perseguem objetivos diferentes”, disse o cientista político.

    Segundo Migranian, esta será uma operação militar muito séria.

    “Mas, o mais importante é que este será um fator que irá provar que o “núcleo” do Daesh, a capital dele, está destruída. Penso que isso seja “o início do fim” para os radicais islâmicos se, é claro, conseguirem fechar a fronteira sírio-turca e influenciar o Qatar e a Arábia Saudita para que estes não enviem novos militantes e que não os apoiem com dinheiro e armas”, disse Migranian.

    Tema:
    Devastando as sedes do Daesh (65)

    Mais:

    É tempo de libertar Raqqa: capital do Daesh 'será conquistada' pelas forças sírias
    Missão cumprida! Exército sírio entra na província de Raqqa pela primeira vez desde 2014
    Unidades curdas avançam em direção a Raqqa
    Líder curdo: libertação de Raqqa é 'vital' para os interesses dos curdos sírios
    Tags:
    curdos, concorrência, cooperação, ofensiva, Rádio Sputnik, Daesh, Arábia Saudita, Qatar, Rússia, EUA, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar