18:31 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    6101
    Nos siga no

    O Ocidente está pagando um preço alto por sua política de “não atacar terroristas desde que eles não ataquem”, afirmou o jornalista Seref Oguz em seu artigo publicado no jornal turco Sabah.

    “Podemos chamar os acontecimentos em Paris e Bruxelas de Primavera Europeia? Claro que podemos. Ainda muito mais porque aqueles que tinham iniciado a ‘Primavera Árabe’ agora estão começando outro processo que está acontecendo à porta da sua casa”, acrescentou.

    Ele disse que essa primavera não é semelhante à que tinha desestabilizado outros países com o objetivo de expulsar seus líderes que não estavam suficientemente subordinados ao Ocidente. Tudo tinha que ver com exigências sociais e o novo conflito entre classes.

    “Como um bumerangue que regressa para quem o lançou, as chamas que foram acesas no Egito para derrubar o governo local podem agora se reacender no Paris.”

    O terrorismo causado por tensões entre os que têm e os que não têm, por causa do desequilíbrio causado pela crise global, agora está nas ruas de Paris.

    “É difícil dizer onde mais poderá ter lugar essa ‘Primavera Europeia’, mas num tempo em que a afluência e a pobreza se estão reunindo, as consequências destes acontecimentos poderão ser muito mais dramáticas”, diz o autor.

    “As flores do mal estão florescendo também na Alemanha, nosso irmão de armas que ainda tenta nos dar a punhalada pelas costas na Espanha, Polônia e Grécia.  A ‘Primavera Europeia’ será diferente. Teremos que ver se acontece no verão ou no inverno”, concluiu ele.

    Entretanto a França, que é a segunda economia da União Europeia, está mergulhada em instabilidade social que acontece durante a segunda semana de protestos em massa contra as reformas pelo governo das leis trabalhistas; todo o sistema de transporte ferroviário está afetado pelas greves. 

    Mais:

    Putin: Rússia não pode deixar criar uma crise migratória como a da Europa
    Defesa: Rússia não é responsável por crise migratória na UE
    Tags:
    problemas, desafios, ameaças, terroristas, migrantes, crise, Primavera Árabe, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar