06:45 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Aviões e helicópteros na Estação Aérea da Unidade Naval de Futenma, Ginowan, província de Okinawa

    Japoneses votam contra a presença militar dos EUA em Okinawa

    © AFP 2019 / TOSHIFUMI KITAMURA
    Mundo
    URL curta
    14112
    Nos siga no

    Os deputados que são contra a reinstalação da base militar norte-americana na região de Okinawa ganharam a maioria dos lugares no parlamento local, comunicou a mídia japonesa na segunda-feira (6).

    Se prevê que pelo menos 27 dos 48 assentos na Assembleia regional sejam ocupados por deputados  que votam contra a presença militar dos EUA na região de Okinawa, de acordo com o jornal japonês Japan Times.

    O resultado de votação reforçará o mandato de governador de Okinawa Takeshi Onaga, que tem tentado parar a construção da nova base na região de Henoko, na zona costeira da cidade de Nago. Em agosto de 2014, Onaga tinha conseguido suspender a construção.

    A base da Marinha norte-americana de Futenma é uma área densamente povoada da cidade de Ginowan. A base conta com cerca de 25 mil militares norte-americanos, mais 19 mil familiares e civis, de acordo com a informação divulgada pela prefeitura local.

    O secretário do premiê do Japão Yoshihide Suga declarou na segunda-feira (6) que o governo propôs a continuação da construção para manter o potencial militar conjunto.

    Mais:

    EUA querem recuo da Rússia no mercado de GNL de Japão
    EUA e Japão acreditam que Pyongyang prepara novo teste com míssil ou lançamento espacial
    Tags:
    votação, presença militar, base militar, militares, deslocamento, construção, Okinawa, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar