15:12 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 04
    Nos siga no

    Mais de 40 pessoas foram mortas e cerca de 100 ficaram feridas em um ataque terrorista no bairro de Sheikh Maqsood, na cidade síria de Aleppo, informou um representante do Centro russo para a Reconciliação na Síria.

    "Mais de 40 civis, policiais e militares morreram e cerca de outros 100 ficaram feridos", disse o representante.

    Uma delegacia e várias casas perto dela foram destruídas na sequência da explosão.

    A cidade de Aleppo
    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    O representante russo relatou que os terroristas da Frente al-Nusra atacaram também o aeroporto e as posições das tropas regulares na cidade de Handrat com armas pesadas e morteiros.

    O representante informou igualmente que "a sudoeste de Aleppo uma formação armada de mais de 1.000 combatentes lançaram uma ofensiva contra as posições das tropas governamentais".

    O ataque, segundo disse, se realiza a partir de uma área ocupada pelas forças da chamada oposição "moderada".

    A fonte do Centro russo para a Reconciliação na Síria também acrescentou que, de acordo com os habitantes locais, na área dos combates tinham surgido grupos de militares turcos.

    "Os habitantes dos subúrbios no norte de Aleppo relatam a presença de militares turcos perto dos bairros onde recomeçaram os confrontos."

    No dia 27 de fevereiro de 2016, na Síria entrou em vigor um cessar-fogo acordado entre os EUA e a Rússia, apoiado por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

    A trégua não se estende aos grupos que as Nações Unidas determinaram como terroristas, se contando entre eles a Frente al-Nusra e o Daesh (grupos terroristas, proibidos na Rússia).

    Mais:

    200 terroristas da Frente al-Nusra atravessam fronteira turca para atacar exército sírio
    Rússia: Frente al-Nusra tenta sabotar o processo de paz na Síria
    Frente al-Nusra tenta tomar controle de central elétrica em Hama
    Tags:
    guerra, terrorismo, reconciliação, Daesh, Frente al-Nusra, Síria, Aleppo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar