10:13 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Polícia ucraniana detém manifestante em protesto

    Moscou: relatórios da ONU comprovam práticas de tortura pelo governo da Ucrânia

    © REUTERS / Stringer
    Mundo
    URL curta
    652
    Nos siga no

    Os relatórios da missão da ONU na Ucrânia estão se tornando a cada vez mais objetivos na exposição de constantes e numerosas violação de direitos humanos por parte do governo de Kiev, diz uma nota emitida pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

    O comunicado foi emitido pela chancelaria russa após a análise do 14º relatório da missão de observação da ONU sobre direitos humanos na Ucrânia, relativo ao período de 16 de fevereiro a 15 de maio de 2016.

    "Não se pode concordar com todas as conclusões e avaliações do relatório. No entanto, destacamos que os relatórios da missão vem se tornando a cada vez mais objetivos na avaliação das maciças e sistemáticas violações de direitos humanos por parte das autoridades ucranianas, principalmente dos serviços especiais" – diz o texto do ministério russo.

    A entidade chamou igualmente a atenção para o fato de que os observadores da ONU "continuam relatando informações verídicas sobre detenções arbitrárias, sequestros, torturas, violência sexual e outras graves violações dos direitos humanos por parte do Serviço de Segurança da Ucrânia e outros órgãos de aplicação da lei daquele país".

    "Os agentes da ONU são forçados a constatar que a situação mudou. A cada novo relatório o quadro real das atividades ilegais dos serviços especiais ucranianos se torna mais nítido. Agora a ONU também reconhece a existência naquele país de prisões secretas, onde o Serviço Secreto da Ucrânia mantém pessoas sequestradas, submetendo-as constantemente a torturas" – diz a nota da chancelaria russa.

    "Apesar disso, as autoridades ucranianas ainda tentam esconder seus crimes. Isso foi comprovado pelo recente cancelamento por Kiev da visita da delegação da Subcomissão das Nações Unidas para a Prevenção da Tortura à Ucrânia. Os números fatos de violações de direitos humanos pelos agentes da lei ucranianos e seus batalhões mercenários permanecem sem investigações, e os de autores desses crimes gozam de uma total impunidade" – conclui o  Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

    Tags:
    violação, direitos humanos, tortura, Ministério das Relações Exteriores, Kiev, Ucrânia, Moscou
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar